Published On: Maio 3rd, 2017Categorias: Sem categoria

Barometro DCH Portugal

DCH – Organización Internacional de Directivos de Capital Humano com o intuito de se consolidar não só nacionalmente, mas também internacionalmente, começou a desenvolver atividades de diferentes tipos no país vizinho.

Assim, recentemente foi apresentado o Barómetro DCH sobre a Gestão de Talento na Espanha 2016, com a finalidade de tornar conhecido em Portugal os dados obtidos em Espanha, e com a finalidade de num futuro não muito distante efetuar um estudo comparativo estes dois países.

Rita Moreira da Cruz, como Embaixadora DCH em Portugal e também como parte da Equipa de Investigação EAE Business School, é que levou a apresentação da pesquisa à VII Conferência de Investigação e Intervenção em Recursos Humanos “Gestão de Pessoas: Uma Função em Mudança “na Universidade ISCAP – Instituto Superior de Contabilidade e Administração / IPP – Instituto Politécnico do Porto.

Este estudo, foi apresentado em janeiro passado em Madrid, onde DCH teve como objetivo conhecer a avaliação dos membros da Organização têm sobre o que projetos e tendências em destaque na área da gestão do talento, com o objetivo de ter uma radiografia sobre a gestão de pessoas em Espanha. Para este estudo, teve EAE Business School como um parceiro de investigação e o Human Age Institute como um colaborador.

O enfoque deste estudo foi analisar as 4 dimensões do ciclo da gestão de pessoas nas empresas: Atração (Como atraímos ao melhores candidatos para posições em aberto?), Vinculação (Como podemos comprometer os nossos high potencials para que continuem motivados?), Desenvolvimento (Como podemos mudar o comportamento para maximizar o compromisso, o desempenho e melhorar o rendimento?) e Desvinculação (O que podemos fazer para que os nossos ex colaboradores continuem a ser embaixadores da nossa empresa?).

Os resultados obtidos na dimensão Atração revelam um especial interesse pela contratação de perfis Júnior, assim como, pela utilização de programas de incorporação de Talento. Nesta linha, os resultados mostram a importância de utilizar estratégias de Employer Branding de modo a conseguir que a empresa seja mais atrativa para os colaboradores atuais e futuros. O Interim Management e as Políticas de Gestão de la Diversidade mostram, todavia, uma menor penetração na maioria das organizações.

No que diz respeito à dimensão Vinculação, verifica se que os programas On-boarding/Imersão e as Políticas e/ou Estratégias para a Gestão do Compromisso são já uma prática habitual e comum nas organizações. Por outro lado, a Gestão da “Experiencia colaborador”, que tem como objetivo melhorar o rendimento e compromisso dos mesmos, não se observa, todavia, como uma prática de uso frequente nas empresas espanholas.

Em relação à dimensão Desenvolvimento, destaca-se o uso de programas de High Potential, em especial para posições de Middle Management e a utilização de planos de Carreira Profissional vinculados à Avaliação de Desempenho. Por outro lado, observa-se uma crescente incorporação de Programas de Coaching y Mentoring como novas ferramentas dos processos de Formação e um retrocesso do uso da formação E-learning.

Por último, quanto à dimensão Desvinculação, evidencia-se que a maioria das pessoas saem das organizações por falta de oportunidades de crescimento. Em relação à existência de Programas de Outplacement, a maior parte das empresas inquiridas não utilizam o serviço em questão nem mantêm contacto posterior com os trabalhadores que se desvinculam de la empresa.

Este é apenas o começo de uma série de atividades que a DCH vai lançar em Portugal.

Compartilhe esta notícia! Escolha sua plataforma.

Published On: Maio 3rd, 2017Categorias: Sem categoria

Barometro DCH Portugal

DCH – Organización Internacional de Directivos de Capital Humano com o intuito de se consolidar não só nacionalmente, mas também internacionalmente, começou a desenvolver atividades de diferentes tipos no país vizinho.

Assim, recentemente foi apresentado o Barómetro DCH sobre a Gestão de Talento na Espanha 2016, com a finalidade de tornar conhecido em Portugal os dados obtidos em Espanha, e com a finalidade de num futuro não muito distante efetuar um estudo comparativo estes dois países.

Rita Moreira da Cruz, como Embaixadora DCH em Portugal e também como parte da Equipa de Investigação EAE Business School, é que levou a apresentação da pesquisa à VII Conferência de Investigação e Intervenção em Recursos Humanos “Gestão de Pessoas: Uma Função em Mudança “na Universidade ISCAP – Instituto Superior de Contabilidade e Administração / IPP – Instituto Politécnico do Porto.

Este estudo, foi apresentado em janeiro passado em Madrid, onde DCH teve como objetivo conhecer a avaliação dos membros da Organização têm sobre o que projetos e tendências em destaque na área da gestão do talento, com o objetivo de ter uma radiografia sobre a gestão de pessoas em Espanha. Para este estudo, teve EAE Business School como um parceiro de investigação e o Human Age Institute como um colaborador.

O enfoque deste estudo foi analisar as 4 dimensões do ciclo da gestão de pessoas nas empresas: Atração (Como atraímos ao melhores candidatos para posições em aberto?), Vinculação (Como podemos comprometer os nossos high potencials para que continuem motivados?), Desenvolvimento (Como podemos mudar o comportamento para maximizar o compromisso, o desempenho e melhorar o rendimento?) e Desvinculação (O que podemos fazer para que os nossos ex colaboradores continuem a ser embaixadores da nossa empresa?).

Os resultados obtidos na dimensão Atração revelam um especial interesse pela contratação de perfis Júnior, assim como, pela utilização de programas de incorporação de Talento. Nesta linha, os resultados mostram a importância de utilizar estratégias de Employer Branding de modo a conseguir que a empresa seja mais atrativa para os colaboradores atuais e futuros. O Interim Management e as Políticas de Gestão de la Diversidade mostram, todavia, uma menor penetração na maioria das organizações.

No que diz respeito à dimensão Vinculação, verifica se que os programas On-boarding/Imersão e as Políticas e/ou Estratégias para a Gestão do Compromisso são já uma prática habitual e comum nas organizações. Por outro lado, a Gestão da “Experiencia colaborador”, que tem como objetivo melhorar o rendimento e compromisso dos mesmos, não se observa, todavia, como uma prática de uso frequente nas empresas espanholas.

Em relação à dimensão Desenvolvimento, destaca-se o uso de programas de High Potential, em especial para posições de Middle Management e a utilização de planos de Carreira Profissional vinculados à Avaliação de Desempenho. Por outro lado, observa-se uma crescente incorporação de Programas de Coaching y Mentoring como novas ferramentas dos processos de Formação e um retrocesso do uso da formação E-learning.

Por último, quanto à dimensão Desvinculação, evidencia-se que a maioria das pessoas saem das organizações por falta de oportunidades de crescimento. Em relação à existência de Programas de Outplacement, a maior parte das empresas inquiridas não utilizam o serviço em questão nem mantêm contacto posterior com os trabalhadores que se desvinculam de la empresa.

Este é apenas o começo de uma série de atividades que a DCH vai lançar em Portugal.

Compartilhe esta notícia! Escolha sua plataforma.